Comunicação interna no mundo pós pandemia

Após mais de um ano da pandemia do novo coronavírus, a maior parte das empresas já aprendeu como lidar com o trabalho remoto e o “novo normal”. De acordo com uma pesquisa feita pela Workana, 39,4% das companhias aderiram o home office para todos os funcionários e 19,1% para parte deles. Da parte dos empregados, 35,2% disseram que a comunicação da empresa é muito boa e 29,5% excelente.

Porém, para 16,4% dos entrevistados, a empresa deverá ter uma comunicação mais transparente, para que o funcionário esteja alinhado com os objetivos da companhia, mesmo a distância.

“Nesse sentido, é essencial que as empresas olhem para a comunicação interna. Grande parte do investimento e dos esforços de trabalho são colocados para o marketing externo, mas apenas com a comunicação efetiva dentro de casa, os valores e objetivos da empresa são compartilhados por todos que nela trabalham, aumentando o engajamento dos colaboradores”, comenta a CEO da Claros Apoio, Roseli Petrini.

De acordo com a especialistas, ações simples como reuniões de equipe semanais ajudam a todos a saberem o que está acontecendo, mesmo que longe fisicamente. Mas nem só essa solução é o suficiente para engajar os funcionários.

Muitos dos colaboradores podem se perguntar, por exemplo, o que os líderes pensam de todas essas mudanças. Ter um canal direto com eles, seja por meio de eventos online ou ações especiais, como vídeos semanais, ajuda os funcionários a terem mais confiança dentro da empresa. Apesar disso, apenas 11,9% das empresas disseram abrir um canal de comunicação com os líderes na pandemia.

Em um momento tão difícil para todos, cuidar da saúde física e mental dos colaboradores é essencial para que eles possam, inclusive, produzir melhor. “Fazer encontros online com professores de ginástica ou até contratar uma empresa para gravar vídeos de atividades físicas dentro de casa são opções para que o colaborador cuide de si”, diz ela.

Para 31,4% das empresas, o maior desafio do home office é manter a produtividade da equipe. Uma boa ideia para mantê-los produtivos é mostrar que a empresa dá valor a seus diferenciais. “Você já olhou para dentro de sua equipe e viu algo que uma pessoa pode acrescentar a outros membros do time? Que tal fazer uma rodada de workshops internos, com o que a sua própria equipe pode ensinar?”, exemplifica Roseli.

As possibilidades de eventos e reuniões online para engajar os colaboradores são infinitas. Mas as empresas podem ir além. Receber presentes sempre foi algo especial, mas em tempos de influenciadores, ter um “recebido” em casa virou uma febre.

“Aproveite datas especiais para presentear também seu público interno. As mães e os pais, que agora enfrentam um desafio a mais de trabalhar com os filhos em casa, vão se sentir respeitados e lembrados por uma empresa que envie uma lembrancinha para agradecer e homenageá-los”, finaliza a CEO da Claros Apoio.

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo